Corrigindo Erro do Pulse Audio no Debian

Uso o Debian Testing e o Pulseaudio não funcionava por aqui, o que me impedia de utilizar o Firefox normal (estava preso ao Firefox-esr, onde o som funcionava com o Alsa).

Pesquisei um bocado sobre isso e encontrei uma dica para resetar o Pulseaudio no site de suporte do Arch Linux.

Para isso, rode os dois comandos abaixo (o segundo como root/sudo):

$ rm -rf ~/.pulse* ~/.config/pulse
$ sudo rm -rf /tmp/pulse*

Depois disso recarregue o Pulseaudio e ele deve funcionar.

Comando para recarregar:

$ pulseaudio -D

Para ter certeza de que funcionou rode mais um comando:

$ systemctl --user status pulseaudio.*

A resposta deve, como a minha, conter: “Active: active (running)”. E a saída completa
será mais ou menos assim:

● pulseaudio.service - Sound Service
Loaded: loaded (/usr/lib/systemd/user/pulseaudio.service; disabled; vendor pr
Active: active (running) since Tue 2018-08-07 02:17:20 -03; 16min ago
Main PID: 780 (pulseaudio)
CGroup: /user.slice/user-1000.slice/user@1000.service/pulseaudio.service
└─780 /usr/bin/pulseaudio --daemonize=no

● pulseaudio.socket - Sound System
Loaded: loaded (/usr/lib/systemd/user/pulseaudio.socket; disabled; vendor pre
Active: active (running) since Tue 2018-08-07 02:15:40 -03; 18min ago
Listen: /run/user/1000/pulse/native (Stream)
CGroup: /user.slice/user-1000.slice/user@1000.service/pulseaudio.socket

A primeira dica para o Fedora 20

Eu já disse que o Fedora 20 procura os codecs para o usuário, mas me esqueci de dizer que ele não vai encontrá-los sem o repositório rpmfusion habilitado.

Portanto, abra aí no seu Fedora 20 um terminal e rode os comandos necessários à instalação do rpmfusion, assim:

su -c 'yum localinstall --nogpgcheck http://download1.rpmfusion.org/free/fedora/rpmfusion-free-release-20.noarch.rpm http://download1.rpmfusion.org/nonfree/fedora/rpmfusion-nonfree-release-20.noarch.rpm'

A senha do root será pedida, obviamente, e, após a instalação, que deve ser bem rápida, basta tentar rodar seus arquivos de mídia que os codecs serão encontrados e instalados.

Ubuntu: Flash do Google Chrome no Chromium

Quem usa Linux há algum tempo sabe bem que o Adobe Flash Player for Linux parou na versão 11.2.x.x, que vem recebendo apenas patches de segurança.

Assim, para usar a última versão do Adobe Flash Player no Linux era necessário recorrer ao Adobe Pepper Flash do navegador Google Chrome, que muita gente rejeita por ser uma versão fechada (ou um fork) do navegador Chromium.

Aliás, exatamente por ser livre, o navegador Chromium está disponível na maioria das distros via repositórios oficiais, sendo sua instalação facilitada no Ubuntu.

Então, que tal obter o melhor de dois mundos, utilizando o Adobe Flash Player for Linux do Google Chrome, denominado Adobe Pepper Flash, no Chromium?

Isso é possível e este post vai lhe mostrar como.

Instale o navegador Chromium pela Central de Programas, como primeira providência,

Em seguida, habilite o PPA para o Adobe Pepper Flash no seu Ubuntu:

sudo add-apt-repository ppa:skunk/pepper-flash -y

Agora atualize as fontes e instale o pacote que vai cuidar de quase tudo automaticamente:

sudo apt-get update
sudo apt-get install pepflashplugin-installer

Finalmente, abra um arquivo de configuração do Chromium para acrescentar uma linha no final dele:

gksu gedit /etc/chromium-browser/default

ou

gksu gksu gedit /etc/chromium-browser/default
(a opção acima corrige um bug que abre no gedit, juntamente com o solicitado, um arquivo vazio)

E a linha a acrescentar é:

. /usr/lib/pepflashplugin-installer/pepflashplayer.sh
(há um ponto e um espaço antes do caminho para o arquivo)

Agora teste seu Adobe Pepper Flash  no Chromium, verificando que a versão dele agora é 11.9.x.x e não mais 11.2.x.x.

Caso venha a ter problemas com conteúdo em flash, desabilite o plugin nativo, caso o tenha instalado para uso com outros navegadores.

Para isso, acesse “chrome://plugins” (sem as aspas) pela barra de endereços do Chromium e faça as alterações como na imagem abaixo.

clique para ampliar
clique para ampliar

Caso sua lista de plugins apareça diferente da imagem, clique em “+ detalhes”, acima e à direita.

Este post foi inspirado por INSTALL PEPPER FLASH PLAYER FOR CHROMIUM IN UBUNTU VIA PPA.

O repositório Medibuntu morreu

Quem usa o Ubuntu costuma usar também o repositório Medibuntu, que continha pacotes multimídia. Sim, continha, passado, porque o repositório fechou.

Para aqueles que tinham o Medibuntu habilitado, resta desabilitá-lo e adicionar um repositório novo exclusivamente para o pacote libdvdcss, o único que faz realmente falta.

Para fazer isso via terminal, use os seguintes comandos (são três comandos, sendo que o terceiro vai de echo até list):

sudo rm /etc/apt/sources.list.d/medibuntu.list
curl ftp://ftp.videolan.org/pub/debian/videolan-apt.asc | sudo apt-key add -
echo "deb ftp://ftp.videolan.org/pub/debian/stable ./" | sudo tee /etc/apt/sources.list.d/libdvdcss.list

Agora é só atualizar o sistema:

sudo apt-get update && sudo apt-get dist-upgrade

Pacote “mkvtoolnix” no Fedora 19

Se você usa o Fedora 19 e tem o mkvtoolnix instalado, remova-o antes de atualizar sua instalação.

Faça a remoção porque a nova versão (6.4.1) juntou num só pacote que antes vinha em dois (mkvtoolnix + mkvtoolnix-gui), e, por conta disso, você terá erros de dependência.

Portanto, faça:

su -
yum remove mkvtoolnix
yum update
yum install mkvtoolnix

Para quem ainda não sabe, o Fedora 19 já conta com o KDE 4.11 e o Kernel 3.11.

Easymp3gain-qt para KDE em Ubuntu e Debian

Primeiro, instale o pacote mp3gain e uma dependência, assim:

sudo apt-get install mp3gain libqt4pas5

Depois baixe os dois pacotes abaixo (são do repositório do Debian Sid, mas estão na minha pasta do Google Drive para facilitar as coisas):

Se você ainda usa um SO de 32 bits, baixe a versão correta do primeiro pacote, abaixo:

Depois de baixar, instale os dois pacotes (o pacote data serve para 32 e 64 bits, indistintamente). A instalação pelo terminal seria:

dpkg -i easy*.deb

Se preferir a instalação gráfica, via duplo-clique em cada pacote baixado, comece pelo easymp3gain-data, pois o easymp3gain-qt depende dele.

Agora você poderá abrir a GUI EasyMP3Gain pelo menu do seu KDE sem erros absurdos.

Esta dica deve funcionar no Kubuntu 12.04  ou superior (onde foi testada) e no Debian 7 ou superior.

Testei também no Unity do Ubuntu 12.04.3 e funcionou muito bem.

Android 4.x.x no Kubuntu

A dica serve para o Ubuntu ou Mint onde você resolveu instalar o KDE. Serve para Mint KDE “de fábrica”, Kubuntu e outras distros baseadas no Ubuntu que trazem KDE por padrão (lembro, de pronto, do OS/4 Openlinux — que estou usando — e do Netrunner).

O Ubuntu base deve ser 12.04 ou o 12.10. No 13.04, teste antes de qualquer alteração, pois é provável que seu dispositivo Android seja reconhecido numa instalação padrão.

Vamos ao que interessa, então.

Primeiro, faça a instalação do novo GVFS (Gnome Virtual File System) com suporte a MTP (Multimedia Transfer Protocol), assim:

sudo add-apt-repository ppa:langdalepl/gvfs-mtp -y
sudo apt-get update
sudo apt-get dist-upgrade
 

Depois de reiniciar o sistema, habilite mais um PPA e instale o pacote kio-mtp, assim:

sudo apt-add-repository ppa:philschmidt/ppa-kio-mtp-daily -y
sudo apt-get update
sudo apt-get install kio-mtp

Agora é só plugar seu smartphone, com a opção de sincronização multimídia (MTP em alguns modelos) habilitada, para que ele seja rapidamente reconhecido pelo KDE e possa ser aberto no Dolphin, o gerenciador de arquivos padrão.