Usando Linux

Comecei a me interessar por Linux no final de 2004, quando “ganhei” (solicitei, na verdade) uma dúzia de  CD’s do Ubuntu (eu pedi só um). Lá se vão quatorze anos… É tempo!

Depois que comecei, nunca parei. Experimentei o Fedora 4 (é de meados de 2005) e logo depois o Debian Sarge (do mesmo ano) e, daí pra frente, testei inúmeras distros, reservando o Ubuntu para trabalhar quando possível (até a introdução do PJE no TJSP, que só funcionava com o Windows, usava apenas Linux no meu escritório).

Este Blog é de 2012, ou de seis anos atrás. Tinha movimento razoável, pois havia uma série de dicas que um usuário de Linux com alguma experiência podia passar aos iniciantes. Hoje em dia, ou melhor, a partir de 2014, usar Linux estava tão fácil que era difícil arranjar o que postar aqui.

Mas não vou deixar de postar aqui sempre que achar relevante a minha intervenção. Gosto de ajudar o próximo e gosto muito do Sistema do Pinguim.

Então, caso eu demore a incluir algo aqui, não pense que desisti.

E para quem não sabe, também posso ser “encontrado” no site “Viva o Linux”.

Google Chrome pesado?

Sim, o Google Chrome, meu navegador preferido, está pesado no Linux e também no Windows.

Demora a abrir e “anda” devagar, mas tem a vantagem de estar conectado à minha conta do Google e sincronizar todos os meus computadores (e também meu telefone).

Como manter as vantagens e ganhar um navegador mais rápido?

Tente o Chromium, que pode ser instalado diretamente no Ubuntu ou no Debian. No Ubuntu, o pacote é “chromium-browser“; no Debian, apenas “chromium“.

Pelo apt/terminal, no Ubuntu e derivados (eu uso Ubuntu e Xubuntu), utilize:

sudo apt install chromium-browser chromium-browser-l10n

No Debian, como root, use:

apt install chromium chromium-l10n

Logando-se na sua conta do Google pelo Chromium, as já mencionadas vantagens do Google Chrome estarão presentes.

No Windows, o Chromium pode ser baixado em

https://www.chromium.org/getting-involved/download-chromium

Para instalar basta um duplo-clique no arquivo baixado, obviamente.