O melhor “Ubuntu” para o seu netbook

Tenho um Asus 1015-BX, um netbook com tela de dez polegadas que traz uma CPU AMD C-60 fazendo par com uma GPU Radeon 6290. Trata-se da plataforma AMD Brazos, antes Fusion, bastante comum também em notebooks “de entrada”.

Com o lançamento do Ubuntu 13.10, resolvi testar as opções de ambiente desktop para ter nesse netbook um sistema que rode rápido e sem engasgos.

Comecei com o Unity, a versão padrão, que rodou bem. Aliás, posso afirmar que já dá para usar o Unity num netbook, e isso com as vantagens a ele inerentes (o melhor aproveitamento da tela, para citar uma).

Em seguida, instalei o novíssimo Gnome 3.10 sobre o Ubuntu padrão via PPA, já que essa versão ainda não era estável o suficiente para ser lançada juntamente com o Ubuntu 13.10. O desempenho foi inferior, mas ainda bem próximo ao do Unity.

Como a versão oficial do Gnome no Ubuntu 13.10 é a 3.8, fiz também uma instalação limpa (“do zero”) do Ubuntu Gnome 13.10. O desempenho piorou.

Depois foi a vez do Xubuntu 13.10, que traz o XFCE 4.10 por padrão. Como era de se esperar, o sistema ficou mais esperto.

Não experimentei o Kubuntu 13.10 porque já tenho nesse netbook o Fedora 19 com o último KDE disponível (o 4.11.2), e sei que o desempenho fica entre o do Unity e o do Gnome Shell.

Também não instalei o Lubuntu 13.10, que é uma versão dirigida a máquinas com desempenho inferior ao da plataforma AMD Brazos. Além disso, o LXDE não chega a ser um ambiente desktop completo.

Minha conclusão, então.

A melhor opção para quem quer um computador rápido, que não “pense muito” após cada clique do mouse, é mesmo o Xubuntu. A diferença de desempenho entre o XFCE e o Gnome Shell, o último colocado, é facilmente sentida pelo usuário. Já a diferença entre o XFCE e o Unity não aparece tanto, mas está lá e é sentida, especialmente por aqueles que utilizam, concomitantemente, computadores com melhor hardware.

Minha próxima missão é testar o Mate no pequeno Asus, mas isso eu só farei quando for lançado o Linux Mint Mate baseado no Ubuntu 13.10.

Anúncios

Sobre pinduvoz

Advogado por profissão, entusiasta do SL por opção.
Esse post foi publicado em Ubuntu e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para O melhor “Ubuntu” para o seu netbook

  1. Interessante. Possuo um notebook de entrada, um Acer 5250, com processador E300. Praticamente um Netbook grande, rs. Possui 4 GB de memória (de fábrica, vinha com 2GB, fiz um upgrade). Instalo nele apenas sistemas de 64 bits.

    Já havia instalado, há tempos, o Ubuntu Precise com Unity. O processamento lento e travadas ocasionais me obrigaram a desistir dele, apesar de gostar de muitos conceitos do Unity. Testei o Gnome Shell com o próprio Ubuntu 12.04 e o Debian Wheezy. A versão do Gnome dos dois sistemas é a mesma, 3.4. Nas duas distros, o ambiente flui bem melhor que o Unity 5, no entanto ao carregar alguns programas como os navegadores, LibreOffice ou mesmo o Nautilus, o processador (dual core) atinge facilmente em vários momentos picos de 100%. Resumindo, fica bem utilizável, mas meio no limite.

    Resolvi testar o XFCE, que há tempos não usava. Escolhi o Xubuntu 12.04 (sou meio conservador, como deu pra reparar, rsss). Tudo flui bem rápido, sem “pensar” muito, janelas abrindo na hora, LibreOffice e Firefox só demoram no carregamento inicial – o que é normal. Uma vez abertos, respondem com eficiência. Fiz upgrade do XFCE para o 4.10, ou seja, ficou quase igual ao Xubuntu do artigo.

    Fiquei curioso de testar o Ubuntu Saucy, uma vez que ele traz o kernel 3.11 e o melhorado Unity 7. Não tive coragem de instalar o sistema completo, fiquei só no Live CD mesmo, que obviamente nunca é a mesma coisa que o sistema instalado. Mas mesmo assim, tive a nítida impressão que o novo Ubuntu realmente roda mais “liso” em máquinas de menor poder de processamento, tal como descrito no artigo. Acho que vou esperar pela versão LTS para me desapegar do Xubuntu, que tá rodando bem legal no meu “Netbook grande”.

    Bem, essas foram minhas impressões.

  2. pinduvoz disse:

    Suas impressões são também as minhas, embora eu utilize o Unity 5 do LTS atual sem problemas num notebook Core i3 (M350 @ 2.27GHz) e num desktop Pentium Dual-Core (E5800 @ 3.20GHz).

    As máquinas que eu citei não “sentem” o Unity, nem mesmo o 5.

  3. pinduvoz disse:

    Só mais alguns detalhes:
    – o Unity emagreceu um pouco do 12.04 para o 12.10. Emagreceu bastante do 12.10 para 13.04. E há razoável diferença também em favor do 13.10, o Unity mais “magro” até agora.
    – o mesmo vale para o Gnome Shell, que vem emagrecendo desde o 3.4. E também para o KDE, pois o 4.11 é bastante esperto.
    – o XFCE, por sua vez, engordou (mas muito pouco).

  4. jackson silva disse:

    Boa tarde!
    Como posso reduzir o tamanho do lançado do Ubuntu 14.04, no notebook.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s