Atualizando seu Linux Mint 14 para o 15

Eu fiz aqui, então posso dizer que, ao menos para o Linux Mint 14 Mate Edition, o procedimento funciona.

A primeira etapa da atualização consiste na modificação dos repositórios, ou seja, do arquivo principal (sources.list), que fica na pasta “/etc/apt/”, e dos arquivos extras (*.list), que ficam na pasta “/etc/apt/sources.list.d/”.

O seu arquivo principal (sources.list) deve estar assim:

deb http://packages.linuxmint.com/ nadia main upstream import
deb http://archive.ubuntu.com/ubuntu/ quantal main restricted universe multiverse
deb http://archive.ubuntu.com/ubuntu/ quantal-updates main restricted universe multiverse
deb http://security.ubuntu.com/ubuntu/ quantal-security main restricted universe multiverse
deb http://archive.canonical.com/ubuntu/ quantal partner
deb http://packages.medibuntu.org/ quantal free non-free

# deb http://archive.getdeb.net/ubuntu quantal-getdeb apps
# deb http://archive.getdeb.net/ubuntu quantal-getdeb games

O arquivo acima deve ser aberto para edição no pluma, gedit, leafpad etc. para que seja trocado o repositório do Mint de “nadia” para “olivia”, e também trocados os repositórios do Ubuntu de “quantal” para “raring”.

Usando o pluma, o comando seria:

gksu pluma /etc/apt/sources.list

A substituição pode ser feita à mão, ou utilizando o “substituir” do menu (Ctrl + H).

O resultado final, que pode ser copiado e colado daqui, é este:

deb http://packages.linuxmint.com/ olivia main upstream import
deb http://archive.ubuntu.com/ubuntu/ raring main restricted universe multiverse
deb http://archive.ubuntu.com/ubuntu/ raring-updates main restricted universe multiverse
deb http://security.ubuntu.com/ubuntu/ raring-security main restricted universe multiverse
deb http://archive.canonical.com/ubuntu/ raring partner
deb http://packages.medibuntu.org/ raring free non-free

# deb http://archive.getdeb.net/ubuntu raring-getdeb apps
# deb http://archive.getdeb.net/ubuntu raring-getdeb games

Eu apaguei os repositórios do “getdeb”, que não existem mais, ficando apenas com isto:

deb http://packages.linuxmint.com/ olivia main upstream import
deb http://archive.ubuntu.com/ubuntu/ raring main restricted universe multiverse
deb http://archive.ubuntu.com/ubuntu/ raring-updates main restricted universe multiverse
deb http://security.ubuntu.com/ubuntu/ raring-security main restricted universe multiverse
deb http://archive.canonical.com/ubuntu/ raring partner
deb http://packages.medibuntu.org/ raring free non-free

Agora será necessário trocar “quantal” por “raring” em todos os arquivos que estão em “/etc/apt/sources.list.d” (se não houver referência a “quantal” no arquivo, não mexa nele). Além de alterar a versão, comente as duas linhas do repositório que está no arquivo editado para que a atualização utilize apenas pacotes originais.

Usando como exemplo o PPA do Ubuntu Tweak, seria:

gksu pluma tualatrix-ppa-quantal.list

E o que está assim:

deb http://ppa.launchpad.net/tualatrix/ppa/ubuntu quantal main
deb-src http://ppa.launchpad.net/tualatrix/ppa/ubuntu quantal main

deve ficar assim:

# deb http://ppa.launchpad.net/tualatrix/ppa/ubuntu raring main
# deb-src http://ppa.launchpad.net/tualatrix/ppa/ubuntu raring main

Após editar e comentar todos arquivos extras (*.list), que ficam na pasta “/etc/apt/sources.list.d/”, faça a atualização pelo apt, assim:

sudo apt-get remove --purge virtualbox*
sudo update-grub
sudo apt-get update
sudo apt-get dist-upgrade -d

Com a opção “-d”, o apt vai baixar os pacotes, apenas. Se a sua internet não é das mais rápidas, baixe os pacotes enquanto estiver dormindo e faça a atualização posteriormente, supervisionando o processo (veja o nº 3, abaixo).

A atualização, propriamente dita, será feita com o comando abaixo:

sudo apt-get dist-upgrade

Após terminada a atualização dita principal (acima), faça a dos arquivos instalados via PPA, “descomentando” (tirando o “#” da frente) a primeira linha de cada um dos arquivos *.list anteriormente editados.

Observações:
1) a remoção do Virtualbox é recomendada porque, no meu caso, ele impediu o login no Mate;
2) a execução do terceiro comando deve demorar bastante, pois será preciso baixar quase 1 GB de pacotes;
3) durante a execução da atualização o processo vai parar algumas vezes, solicitando resposta sobre a instalação ou não do arquivo de configuração oficial do pacote atualizado. Eu instalei todos eles, respondendo “y”;
4) para evitar dificuldades com os arquivos *.list, remova os respectivos backups, denominados *.save, da pasta, assim: $ sudo rm -rf /etc/apt/sources.list.d/*.save

Sobre pinduvoz

Advogado por profissão, entusiasta do SL por opção.
Esse post foi publicado em Linux em geral e marcado , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para Atualizando seu Linux Mint 14 para o 15

  1. Vania disse:

    Gostaria de saber se quando atualizar o Linux Mint 14 para a versão 15, haverá a alteração apenas no Sistema de arquivos? Ou no sistema todo? Como exemplo os disco particionado onde guardo todos os meus atquivos pessoais como imagens, músicas, etc.

  2. pinduvoz disse:

    Se vc utiliza uma partição separada para seus arquivos pessoais (/home montada fora da raiz ou /), melhor fazer uma instalação limpa (nova) do Mint 15, apagando (formatando) apenas a partição do sistema (raiz ou /), Mesmo assim, será melhor vc se livrar das configurações do Gnome, Mate ou KDE que estão ocultas na sua pasta pessoal, em arquivos que começam com um ponto (escolha visualizar arquivos ocultos no gerenciador de arquivos, e apague-os) antes mesmo de iniciar a nova versão (faça pelo Live CD).
    Agora, se a sua pasta pessoal está contida na raiz, ou seja, está na mesma partição, a atualização evita um backup dos seus arquivos, que, em tese, não serão alterados (lembre-se que um backup é sempre uma garantia a mais). E se livrar das configurações antigas aqui também evita muitos problemas (preserve apenas as configurações do navegador de internet, do programa de e-mail e do Libreoffice, fazendo isso antes de reiniciar o sistema).
    As configurações estão, em sua maioria, dentro das pastas /home/seu_usuário/.config, e /home/seu_usuário/.local/share. As do firefox estão na pasta /home/seu_usuário/.mozilla.

  3. Gutemberg disse:

    Minha contribuição para melhor entendimento, provavelmente funciona com as versão posteriores. Eu testei com o KDE e funcionou perfeitamente
    Verifique no site do LinuxMint http://www.linuxmint.com/oldreleases.php qual o “CodeNome” e o “Package Base” da distribuição. No caso estamos querendo atualizar da versão 14 para o 15.

    CodeNome do 14 = Nadia | Package Base do 14 = Quantal

    CodeNome do 15 = Olivia | Package Base do 15 = Raring

    • Gutemberg disse:

      E então é só trocar nos arquivos *.list CodeNome nadia(versão 14) para quantal(versão 15) e Package Base “quantal” para “raring”.

  4. pinduvoz disse:

    Sim, é preciso trocar o nome da versão do Mint (um nome de mulher, sempre) e o nome da versão do Ubuntu, sendo que na “lista de fontes” (sources.list) o Ubuntu usa apenas o primeiro nome (apenas “raring”, e não “raring ringtale”).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s